Como funciona a Umbanda

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Como funciona a Umbanda, a religião Umbanda foi fundada em 15 de Novembro de 1908, no Rio de Janeiro, e combina elementos do candomblé, do espiritismo e do catolicismo. Sabendo disso, vamos conhecer um pouco sobre como funciona essa religião?

1 – A Origem

A palavra “umbanda” tem sua origem na língua quimbunda, originária da Angola, e significa “magia”, ou “arte de curar”. A religião foi criada logo após o adolescente, prestes a ingressar na Marinha, apresentar uma paralisia inexplicada e um comportamento muito esquisito. A família do rapaz o levou a um centro espírita em Niterói, onde ele acabou incorporando o Espírito do Caboclo das Sete Encruzilhadas, que o orientou a criar uma nova religião.

2 – Crenças

As crenças da umbanda são uma mistura de elementos do candomblé, do espiritismo kardecista e do catolicismo. Contudo, é uma religião monoteísta, centrada na figura de um único Deus onipresente chamado Olorum. Porém, também existem outras divindades, conhecidas como Orixás, e guias espirituais chamados de entidades. O evangelho de Jesus Cristo é uma das suas referências morais por meio de valores como caridade e fraternidade – sendo o próprio Cristo uma figura de desta  que na figura do orixá Oxalá. A religião também prega a imortalidade da alma, a reencarnação, e a existência e interação com entidades espirituais.

3 – Divindades e entidades

Fora Olorum, são reverenciados os orixás da tradição iorubá, reconhecidos como entidades superiores, que variam de acordo com cada vertente da religião. Entre eles: Oxalá, Oxum, Oxóssi, Xangô, Ogum, Obaluaiê, Yemanjá, Oyá, Oxumaré, Obá, Egunitá, Yansã, Nanã e Omolu. Abaixo dos orixás, as entidades espirituais são organizadas em linhas e falanges, com diferentes categorias: caboclos, pretos velhos, Exus, Pombas Giras e Erês.

Baiana do Acaraje Responde 4
Como funciona a Umbanda

4 – Práticas e Rituais

Os cultos e as cerimônias de umbanda são feitos em casa, terreiros ou ao ar livre, junto à natureza. Os ritos são guiados por um “pai” ou “mãe” responsáveis por ensinar a doutrina aos discípulos. Os rituais tem o intuito de evocar os orixás e entidades espirituais afim de purificarem as energias dos participantes. Os ritos não tem uma ordem definida, e podem variar de acordo com o local, o pai ou mãe-de-santo e a vertente. Os mais comuns são as sessões de passe e de descarrego. A umbanda também celebra batizados, consagrações e casamentos.

5 – Hierarquias existentes dentro da Umbanda

  • Umbanda Branca e/ou de Mesa: Nessa linhagem da Umbanda, não são encontrados elementos de deriva Africana – os Orixás – nem os trabalhos de Exus e pomba giras, ou o uso de instrumentos como atabaques, fumos, imagens e bebidas. Essa linha é mais voltada ao trabalho dos guias (caboclos, pretos-velhos e crianças), e a utilização de livros espíritas é a principal fonte doutrinária desse ensino.
  • Omolokô: Vinda da África por Tatá Tancredo da Silva Pinto. Nessa linhagem, é encontrado um misto entre a devoção dos Orixás e o trabalho direcionado dos Guias.
  • Umbanda Traçada ou Umbandomblé: Aqui, existe uma diferença entre a Umbanda e o Candomblé, porém, cabe ao sacerdote alternar as sessões de forma que não atrapalhe uma ou outra.
  • Umbanda esotérica: estuda alguns ensinamentos como Budismos Zen, esoterismo, ensinamentos de Jesus e o espiritismo. Essa linhagem tem foco no desenvolvimento pessoal e espiritual do indivíduo, tendo como base principal o amor a si e ao próximo.

6 – Aruanda

Aruanda é o lugar de passagem para o outro lado, uma vez que existe a crença na reencarnação. O lugar é uma cidadela de luz etérea que orbitaria a ionosfera do planeta Terra, em uma dimensão espiritual de transição. De palavra originariamente africana, tratava-se do lugar para o qual queria-se voltar um dia e usufruir do descanso e da luz pura de bondade.

Conclusão

Agora você já sabe os princípios básicos da Umbanda, fica mais simples de perceber como ela funciona em seu interior. Não esqueça de conferir nossas outras matérias!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *